Introdução

 

Sob o tema Close, Closer, a edição de 2013 da Trienal de Arquitectura de Lisboa, realiza-se entre 12 de Setembro e 15 de Dezembro com um programa envolvente de forte cariz participativo. Uma das exposições nucleares, de título “A Realidade e outras Ficções”, tem como curadora Mariana Pestana e terá lugar no Palácio de Pombal – Carpe Diem - Arte e Pesquisa (Rua do Século, Lisboa).

Uma das instalações desta exposição é a Sala da Nação – Embaixada de Terra Nenhuma, da autoria de Paulo Moreira e Kiluanji Kia Henda, sendo o cenário de descrença no modelo democrático actual a temática de partida para a programação de um espaço de eventos (debates, conversas, apresentações, etc).

www.facebook.com/saladanacao



O Moinho recebeu o desafio para desenvolver uma proposta de actividades com a duração de uma semana, durante o período de 05 de Novembro a 09 de Novembro de 2013 sobre um tema que consciencialize o público sobre as acções, conquistas e dificuldades que o Moinho tem vindo a enfrentar.

 

A Trienal de Arquitectura de Lisboa é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é investigar, dinamizar e promover o pensamento e a prática em arquitectura. Com sede na capital portuguesa, organiza a cada três anos um grande fórum de debate, reflexão e divulgação da disciplina cruzando fronteiras disciplinares e geográficas.

 


Tanto pela escala como pela afirmação, a Trienal de Arquitectura de Lisboa, tem conseguido catalisar as atenções da comunidade criativa e gerar um debate global em torno da disciplina. O seu posicionamento e reconhecimento crescentes assentam na qualidade da programação regida por padrões de exigência a nível mundial e uma lógica de serviço público, em estreita ligação com a aposta numa comunicação integrada.

 

[Palacio do Marquês de Pombal em Lisboa]

Proposta de actividades a realizar pelo Moinho da Juventude na Sala da Nação – Embaixada de Terra Nenhuma – Novembro de 2013

 

A Realidade e outras ficções na Embaixada da Cova da Moura

 

Data

Assuntos diplomáticos

Missão diplomática

05-11

 

18h30-

20h00

 

Encruzilhamento de competências ancestrais e novas tecnologias

 

Uma Embaixada para negociar a construção da Creche e Jardim-de-Infância na Cova da Moura utilizando SAAP, Paineis solares e termicos, adobe, palha, taipa.

 

 

Arquitectos, urbanistas e moradores.

Convidados: os responsáveis do GDAU da CMA.

06-11

 

18h30-

20h00

 

Cultura Proibida, Cultura Trazida

 

Leitura do Edital de 1866.

Votação para uma outra abordagem do Batuque.

Visionamento do documentário de Raquel Castro: “Contos de mulheres que dançam pela liberdade”

 

 

Batucadeiras do Finka Pé e uma psicologa.

07-11

 

18h30-

20h00

 

Imagens e Documentários

 

Ilha da Cova da Moura

Kola San Jon

 

 

Rui Simões, realizador e

Moradores da Cova da Moura

08-11

 

18h30-

20h00

 

Medos e outras ficções

 

Violência, utilização das armas e comunicação não violenta (Marshall Rosenberg)

 

 

 

Moradores da Cova da Moura

09-11

 

15h00-

20h00

 

Kola San Jon é Sabe

 

Kola San Jon da Cova da Moura no Inventário do Património Cultural Imaterial de Portugal

 

 

O grupo do Kola San e

as batucadeiras do Finka Pé convidam para a dança nos Jardins do Palacio do Marquês de Pombal

 

 

Notícias